segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Mulheres Sábias





Universo, eu me abro a ti para acolher as bençãos que a mim designas.

A magia de uma mulher é a força de seu ventre.

Os antigos ritos pagão de fertilidade e colheita são uma representação clara da força e do poder feminino. 
A mulher é a grande semeadora do mundo, a criadora de tudo que movimenta o universo. Mulheres e suas Deusas, resgatem sua força. 

Ser uma mulher sábia não é ser uma iniciada nisto ou naquilo; Ser uma mulher sábia é Ser Mulher em toda a sua força co-criadora do amor, uma mantenedora e amplificadora das energias da mãe-terra, a Grande Mãe, a Deusa, Gaia, nosso solo sagrado, nossa terra, nosso querido planeta Terra. 

Feliz Nova Vida para quem já encontrou seu caminho e retornou ao mais verdadeiro de si. 

Omnia Vincit Amor - O Amor vence tudo (Virgílio)



sexta-feira, 28 de outubro de 2011

O amor como alicerce


Querer o amor como alicerce é olhar o outro como se ele fosse a solução para as suas próprias carências e expectativas emocionais.  Os obstáculos tornam-se intransponíveis pois delegamos ao outro a obrigação de fazer a nossa felicidade acontecer, e então, como não temos enraizado a autoconfiança delegamos nossas frustrações ao comportamento de outras pessoas, e a vida vira um eterno apontar de dedos pro outro. E quem assume a culpa ou dês-culpa, tira a culpa de si e transfere pro outro. Não é solução para a questão.
Quando falta raiz, quando falta confiança e força interna é que passamos a depender do outro para nos sentir seguros. E como transferimos ao outro a responsabilidade para nossa felicidade, as chances de decepção aumentam, pois quem não confia em si mesmo não tem como confiar no outro.  Fica difícil estabelecer um vínculo de longo prazo pois nossas frustrações e expectativas no outro acabam vindo a tona em alguma situação. É a clássica atitude de dar seu poder ao outro.
Ninguém pode dar ao outro o que não se tem, não haveria o que compartilhar.
Quando há cobranças de posicionamento e alguém não soube o que fazer é porque falta exatamente esta ancoragem de ser auto-suficiente no amor. Como se pode colher se o solo não está pronto? As flores não vingam. O resultado é um jardim deserto, com ervas daninhas por todo lado e meias-verdades, porque o outro não banca, então é mais fácil omitir prá não criar problema.
Fica um tentando alicerçar suas expectativas no outro, ambos com medos de suas relações anteriores e querendo que “alguém resolva meu problema de frustração”. E vem o medo do compromisso, vem as cobranças e os cortes. Não se banca, não tem força, não tem raiz, então é mais fácil surtar, porque é mais fácil apontar o dedo pro outro do que olhar para dentro de si mesmo. As nuvens turvam o caminho, falta visão de longo alcance porque não tem visão interna do ser.
E como mudar isto?
O QUE VOCÊ QUER COLHER? Então tem que cuidar do solo, da semente, de regar a semente... o solo é você, a semente são suas estruturas internas, o que rega é como você se nutre.. É exatamente cultivar dentro de si o que é necessário para suprir as carências e não projetar no outro.
Os dramas de consciência e traumas vividos em relacionamentos podem estar sendo projetados nesta nova relação na forma de cobranças e expectativas, então o ciclo se repete.
É preciso aceitar que as carências existem, enxergar a maneira como estamos lidando com elas e modificar atitudes internas que trazem estas carências de volta para as relações sucessivamente.  A superação destas questões depende da sua força interior.
Os “castelos de areia” construídos em relações anteriores trazem a tona questões não resolvidas em outras relações, e isto não é justo, porque cada pessoa é única em sua maneira de ser.
É preciso trabalhar a autoconfiança e a confiança mútuas.
Como fazer isto? Olhando prá dentro, pro jardim interno, o jardim secreto da alma... cuidando de curar as próprias dores e não projetá-las nas atitudes do outro.
Visualização Criativa: "Se você simplesmente imaginar sua vida como você quer que ela seja, todos os componentes cooperativos serão convocados. E, mais importante, todos os componentes que são convocados cooperarão. É a Lei. A experiência que você tem com os outros tem a ver com o que você evoca deles". Abraham
Para encontrar estabilidade nas relações é preciso limpar as mágoas, esclarecer o que foi dito e dizer o que não foi dito, ou seja, não se omitir.
Trabalhados estes aspectos e estas projeções  novas possibilidades de relações mais construtivas e transformadoras surgem, onde se poderá vivenciar maior lealdade e verdade, renovando as energias, e vivenciando tranqüilidade e paz interior.
Um detalhe importante: quando a energia sexual de um casal é bem direcionada as projeções se tornam mais intensas principalmente para as mulheres, a clássica “Homens de Marte x Mulheres de Venus”, mas isto é uma visão não muito ampla da coisa. O que acontece é que a mulher precisa de estímulos emocionais e o homem estímulos físicos, mas ambos precisam trabalhar seus códigos internos, ou seja, os condicionamentos que foram se formando ao longo da vida. As mulheres, quando estabelecem contato sexual continuo com um parceiro começam a trazer para fora suas questões psicológicas mais profundas,  seus traumas de relacionamentos se sobrepõe um ao outro sucessivamente e quando não há o toque, a dedicação masculina, o mimo ao feminino, estas carências vem a tona, a libido cai e as relações passam a não ter mais a mesma qualidade. Obviamente o homem também se acomoda e deixa de fazer os estímulos. Por isto elas muitas vezes recuam na relação, então parece que a coisa declina.
A mulher tem uma habilidade natural der trabalhar conflitos internos e curar os conflitos do homem através exatamente do “toque sexual”. O problema é que ela não fala e ele não faz.
Uma resposta da Deusa: “Ouça teu coração, ali está a resposta. Ele vibra? então diga sim. Se você sentir na boca do estômago, uma dorzinha que sabe que não é ansiedade, diga não. Seu corpo é sempre seu termômetro. Respire e faça o exercício, sinta no teu corpo a vibração do que vc tem que decidir. Lembre-se que o ventre da mulher é seu poder de criação... nele reside a força, a energia dos desejos, no estomago ela faz as suas escolhas, e então no coração ela encontra a realização. Sente no teu corpo, no teu poder de Deusa, de mulher, e a resposta que vc sentir é o que tem que fazer.
‎Reconhecer-se é amar-se acima de todas as coisas, quando encontramos o centro nos tornamos então capazes de compartilhar com mais sabedoria, coragem, liberdade e devoção. Uma mulher é um espelho complexo daqueles com quem compartilha. Aquele que for capaz de ver além do que os olhos de uma mulher revelam saberá então o que é contemplar o divino, e será levado além de si mesmo através do toque de uma Deusa." ( Elena Publio )
O poder da vontade, o emprenho em realizar, em modificar e renovar são as chaves para todo recomeço. Quando há mais dedicação, uma transição para o reconhecimento de si mesma acontece e o poder de nutrir-se de amor surge para então ensiná-la a compartilhar o amor com mais equilíbrio, intimidade e entrega, e então uma união duradoura se estabelece.


O APRENDIZADO CICLICO DAS COISAS
Por Mestra Rowena

Meus filhos, a natureza é sábia, a natureza como a grande mãe e a grande energia do pai. Observem como ela apresenta curvas: as esferas circulares que são os planetas, as células do corpo do homem, a mulher em gestação, as montanhas com o lapidar do tempo que também se tornam arredondadas... o círculo é um grande ensinamento espiritual. . Deus ensina através das formas através da natureza, através dos fatos da vida, através das coisas que dão certo e dão errado na vida de vocês. Observem como os aprendizados são cíclicos. Pode ser que nesta existência você nasceu com sentimento de isolamento ou de solidão. Pode ser que nesta vida você tenha sido incompreendido por seus pais, ou tenha se sentido incompreendido por seus pais, e novamente isto voltará a você. Pode ser que uma vida inteira você esteja girando na mesma incompreensão, com o mesmo problema, vivenciando os múltiplos aspectos de uma mesma energia, de uma mesma vibração. E assim, pode ser amados filhos, por muitas e muitas vidas.
E quem quebra o círculo? Quem transforma este circulo numa espiral? Quem permite que esse aprendizado se rompa e se transforme, e finalmente você evolua? VOCÊ MESMO (a). A energia que está no seu coração. E essa energia não é a energia da guerra, da briga, das más palavras, do desafeto, ou de brigar com as pessoas ou com Deus. Você rompe quando você compreende que não é mais necessário agir assim, porque em todas as situações que “batem” em você, em todas as situações que de alguma forma faz com que você sofra, você está interagindo. Pode ser que você não tenha a consciência desta interação; pode ser que em algum momento, ou em muitos momentos da sua vida você tenha se sentido como uma vítima da situação; e pode ser até que, por acreditar que você é uma vitima , você de fato tenha se tornado vitima de varias situações difíceis e complicadas.
Mas quando você descobre o eixo, quando você descobre que quando você se ama de verdade, todo o resto começa a mudar; você se transforma, e naturalmente o circulo, inexpugnável, se rompe e também se transforma.
Nós acreditamos na evolução, nos sempre acreditamos na evolução. Nós, do plano espiritual, não brigamos com o caminho do pai, não brigamos com as historias que vocês, nossos filhos, tem que passar.
Às vezes para nós também é doloroso ver um filho, um amado filho, repetindo, repetindo, repetindo as mesmas lições, e muitas vezes nestas repetições, situações de abandono, situações de precariedade, de falta de amor, vocês sofrem, e nós queremos estender as nossas mãos e acalentar, e trazer calor, e fazemos isto do plano espiritual, porém, nem sempre vocês recebem.
Quantas e quantas vezes estão fechados no ciclo de sofrimento, quantas e quantas vezes nem permitem que alguém chegue perto de vocês. Quantas e quantas vezes nem falam, nem querem falar daquilo que os magoa, com medo de se expor, com medo do julgamento, com medo do que as pessoas vão falar.
Quantos e quantos relacionamentos íntimos, homem e mulher, pai e filho, irmãos, se distanciam pela falta do diálogo do coração, porque palavras podem ser ditas e não compreendidas, o amor aproxima. O coração deve estar aberto entre as pessoas.
E se você convive com pessoas duras, pode ter a certeza que esta dureza também está em vocês.
Pensem nos círculos, pensem no poder curativo dos círculos...pensem no quanto vocês podem se beneficiar deixando a fluidez e o amor tocar a vida de vocês.
Nós amamos nossos filhos, e quando vocês abrem o coração e se entregam para o sentimento de amor, de amizade, de parceria, de fraternidade, nós podemos nos aproximar.
Tentem manter esta vibração, as orações são fundamentais, os mantras elevam a consciência. Todos estamos a serviço da evolução deste planeta, os grupos de oração são sempre bem vindos porque elevam a consciência.
Façam a sua parte, permitam que os seus cumes sejam arredondados, compreendam que as lições vem e assim deve ser; e aprendam a romper os seus ciclos criando em vocês mesmos o desenho de uma espiral, de um movimento crescente, aprendendo com as suas lições, aprendendo com as pessoas, porque Deus se manifesta através das pessoas. Deus está no seu próximo, Deus está no seu pai, no seu irmão, na sua mãe, no seu colega, no seu amigo, e também naquele que de alguma forma contraria você. Deus está ensinando através de cada um que se aproxima de você. Quando você compreender isso, e quando seu coração se abrir para essa compreensão, você conseguirá quebrar os seus ciclos.
Recebam, amados filhos, o meu amor e a minha luz. Em sintonia com a chama rosa, da energia da amada Mestra Mãe Maria, eu sou Rowena, e abençôo vocês, inundando da energia da mãe divina esse ambiente com as rosas do amor, aquelas que não tem espinhos. Recebam a vibração de amor e de cura e fortaleçam essa vibração entregando a sua energia para a cura do planeta neste momento. Abram as mãos, ofereçam o amor que tem em seus corações para a cura da sua família, das pessoas próximas, dos amigos e do planeta. Vibrem nesta energia de expansão, de amor e de cura. Recebam o nosso amor, compartilhem o nosso amor e sigam em paz.

Rowena 15/10/2009.

domingo, 23 de outubro de 2011

Ver além do Amor e da liberdade

Nasci neste plano terreno com os véus das escolhas do não lembrar. A minha jornada, a minha saga de guerreira começo a se redefinir em 2004 quando pedi para me lembrar, para ver além dos véus e para reaprender e fazer o certo sem cometer os mesmos erros de tantas vidas passadas. Escolhi ver as vidas, fiz uma revisão de muitas jornadas, corrigi muitos de meus atos passados, muitos filhos foram libertados, os 2 últimos anos foram intensos em auto-conhecimento, em amar-me e libertar-me, tantos antigos amigos passaram por mim nestes 2 anos... inúmeras vidas e histórias foram resgatadas realinhadas, pois assim era a minha vontade. "Eu Te Amo e Te Liberto" foi meu maior aprendizado e foi doloroso dizer, as ciladas do Ego muitas vezes tentaram me prender novamente; mas o propósito maior do meu coração sempre falou MUITO mais alto. E eu pago qualquer preço por isto. Então, renovada e liberta fiz novas escolhas: Ver além do Amor e da liberdade; e realinhar minha vida ao meu Propósito Divino.

Não sei se volto aqui para outras vidas, mas com toda certeza esta vida é a mais proveitosa e libertadora que jamais tive.



Ellena Públio