quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Parábola das Catarses para Homens de Vênus e Mulheres de Marte. – por Elena Publio



Sabe quando a Catarse dói? Ela é necessária quando continuamos resistindo às mudanças; quando continuamos aprisionados no Ego e nas máscaras, e quando não paramos para ouvir o coração e fugimos,  porque ele está tão envenenado que chegamos a ponto de acreditar numa falsa felicidade, numa falsa identidade, numa falsa realidade, e então continuamos a viver em letargia.

Neste momento toda a coerência do Ser se esvai, as palavras perdem a força porque não tem raiz no Eu. E o que dizemos para a vida através das palavras e do que não conseguimos cumprir é a nítida resposta para uma mente grampeada, um coração vazio de amor e cheio de medo de SER.

Temos tanta convicção na realidade distorcida que atribuímos aos outros as razões da falta de coerência e desequilíbrio em nossas vidas, Então uma queda vertiginosa começa a acontecer por falta de coerência entre o pensar, sentir e agir, não há propósito definido no medo, o desejo de ser aceitos é tamanho que criamos mais uma ilusão de que tudo vai muito bem e que a confusão acabou. Ego tem raiz no medo de sermos julgados pela incoerência entre tanto que foi verbalizado e o que de fato foi feito com tudo o que se verbalizou. 

A tristeza e o vazio que nos acomete precisa ser ceifada, cortada, removida da nossa convivência para que continuemos a acreditar que estamos no controle de tudo.
O medo tirou o chão e nos fez acreditar que era o outro que nos tirava tudo.

Quando tiramos da vida a razão que nos fazia verbalizar tantos projetos bacanas, desde um simples chinelo até uma viagem dos sonhos, tantas realizações, ai então a roda da vida começa a girar para trás. E todos os nãos que você deu para a vida você começa a ouvir novamente, sabe porque? porque decidiu "se salvar"ou “se sentir muito melhor” ou “dar-se férias” tomando a "pílula azul" sem nem mesmo tentar discernir, diante de tanta ilusão, o que a "pílula vermelha" queria mostrar. 

Não satisfeito, nos tornamos os maiores propagadores de pílula azul do planeta, vendendo a própria ilusão como a única possibilidade de ver melhor.

O mais engraçado e paradoxal nisto tudo é que literalmente após a grande e melhor escolha de nossas vidas, a maior catarse de tudo isso é que numa próxima etapa após da saída da ilusão nos dedicamos a nos Vestir de Azul, enquanto os outros preferem continuar a usar o vermelho. Eis algo a realmente refletir... qual exército você vai seguir?
Mas tudo bem, calma, não precisa engolir em seco... reflita um pouco mais sobre isto... o copo d`água ainda não foi servido.

Sejam todos conscientes de que a luz atua em todos os matizes...
E a Verdade é comandada pelo Exército Azul.
Assim seja na Luz de Miguel Arcanjo.
Sejam Amor
Paz na Terra.
Elena Públio - Terapeuta Holística

20131602 - Propriedade Intelectual e Direito Autoral - Elena Públio